Voluntários comemoram a Semana da Água, limpando o Jaguari Mirim

Voluntários, liderados por Reginaldo Rodrigues, do Grupo “Jaguari – Rio Feliz”, programou uma limpeza simbólica do rio Jaguari Mirim para o próximo domingo dia 25 de março. O objetivo do grupo é conscientizar as populações ribeirinhas da importância da preservação deste importante manancial que cruza todo o município e que é o responsável pelo abastecimento de água tratada para os quase 90 mil sanjoanenses. Esta ação, que partiu do desejo de fazer alguma coisa em favor do rio, vem crescendo e se estruturando a cada ano. Neste, que é o oitavo ano de realização desta ação, conta mais uma vez com o apoio da SABESP, ACE, Prefeitura Municipal, Polícia Florestal, Grupos ecológicos, empresários,  estudantes, escoteiros e voluntários, muitos dos quais reunidos em família (pais, filhos e netos) , todos com o mesmo objetivo.

 

Nas primeiras vezes, comenta Reginaldo,  “foram poucas pessoas, sem estrutura. Cada um levava um saco de lixo e descia o rio encaixado em bóias adaptadas de pneus de caminhão. Com o tempo, a coleta de lixo continuou a mesma mas os métodos foram se aperfeiçoando com a inclusão de pequenos botes e caiaques. A SABESP providencia um caminhão que percorre as margens coletando os sacos cheios do material retirado do leito e das margens. O lixo reciclável é encaminhado para a COOPERMAX (Cooperativa de reciclagem) e o restante vai para a coleta secular da cidade. A imprensa local e regional também tem tido importante participação neste evento, divulgando”.

 

Os organizadores testemunham que nestes 8 anos de trabalho, muito lixo foi retirado mas que a cada ano o volume tem sido menor, o que caracteriza uma resposta positiva do esforço destes  voluntários.

 

A limpeza simbólica será realizada no próximo dia 25 de março, domingo, a partir das 9 hs da manhã, saindo do Clube da SABESP (Bairro Santo Antonio) até as proximidades da ponte da antiga FIATECE. Não há necessidade de inscrição para participar e nem limite de idade. O grupo solicita apenas que filhos menores estejam o tempo todo acompanhados por responsáveis para evitar problemas e acidentes.

 

Na ação deste domingo os voluntários terão um acessório especial fornecido pela Escola de Samba Unidos da Vila (apoiadora da ação ambiental): chapéus de palha.

Empresários visitam São João e conhecem atrativos turísticos

Um grupo de empresários de Indaiatuba- SP está em São João da Boa Vista  para conhecer alguns dos atrativos turísticos com o apoio do receptivo organizado pelo Setor de Turismo do Departamento Municipal de Cultura e Turismo. Estes empresários vieram para uma programação elaborada pelo setor de Marketing de uma empresa local que completa 45 anos em 2012 e para comemorar este ano especial, está trazendo clientes e fornecedores para conhecer suas instalações no Distrito Industrial. Como parte do evento, está na programação um passeio turístico por atrativos da cidade. A idéia, que partiu do setor de marketing da referida empresa, foi dividida com o setor de Turismo da Prefeitura para que este faça o receptivo a este primeiro grupo que hoje,  vai conhecer o parque industrial pela manhã, almoçar e passear na Serra da Paulista acompanhado de guia especializado.

 

Esta é uma ação importante para o turismo local que, com a parceria da iniciativa privada vai atrair visitantes que serão multiplicadores. Até o final deste ano outros empresários virão e terão o mesmo acolhimento receptivo. Além de conhecer a culinária local, eles vão poder aproveitar um pouco das belezas naturais da cidade e levar material impresso sobre a cidade. Um trabalho de manutenção destes visitantes será feito através de malas diretas eletrônicas informando a programação cultural, esportiva e social da cidade.  A citada empresa acredita no potencial turístico local e investe neste aspecto como atrativo para novos clientes e fornecedores de diversas partes do país e do exterior, para onde exportam.

 

Segundo a funcionária responsável pelo Setor de Turismo, Telma Salles Corulli, que também é presidente do COMTUR – Conselho Municipal de Turismo,”a vinda destes grupos abre as portas para que outros possam vir. O receptivo é importante para que o turista sinta-se acolhido e de forma profissional possa aproveitar o que São João tem a oferecer”. Foram elaborados diversos pequenos roteiros, como por exemplo: City Tour (com visita a museus, prédios históricos e Arte Tumular), atividades de aventura como,  vôos panorâmicos e saltos de paraquedas no Aeroporto local, passeios à cavalo e à pé por trilhas, visita a cachoeiras em estradas rurais e participação em eventos no Theatro Municipal e outros espaços culturais da cidade.

 

Para ter acesso a esses roteiros que estão à disposição de todos, os interessados devem procurar o setor de Turismo, que funciona no Centro Cultural Pagú. O receptivo colabora com material impresso sobre a cidade (Kits), faz reservas em restaurantes e hotéis, e indica guias de turismo e vans para acompanhar as atividades propostas nos mini roteiros.

A lição de São João da Boa Vista

A lição de São João da Boa Vista – Luiz Cruz

Por Luiz Cruz, 5 de dezembro de 2011 8:26

 

São João da Boa Vista ganhou um belo e valioso presente, o livro Logradouros
de São João da Boa Vista.
O autor é o médico Rodrigo Rossi Falconi, que ao
longo de vários anos pesquisou sobre a origem dos logradouros de sua terra
natal. Inicialmente, publicava no jornal O Município e a ideia foi se
consolidando até resultar em um sólido volume com mais de 900 páginas, ampla
pesquisa histórica e registros fotográficos. Até chegar a este resultado, foi
necessário o envolvimento de muitas pessoas e até mesmo da Câmara Municipal e
da Prefeitura, pois personagens significativos da memória local ainda não
tinham sido contemplados com nomes nas vias públicas. Embora não seja uma ideia
vanguardista, a publicação torna-se relevante, pois além de considerar os
aspectos arquitetônicos, urbanísticos e culturais, envolve as pessoas que
trabalharam para a construção, a conservação ou que de alguma forma
contribuíram para a vida sócio-cultural-econômico da localidade. Esta obra
torna-se fundamental para a compreensão da urbe. O livro é um excelente
instrumento para se trabalhar a Educação Patrimonial, pois possibilita muito
mais além do entendimento da significação de cada espaço, mas também sobre a
toponímia de cada um.

Capa do livro Logradouros de São João da Boa Vista – com uma
vista antiga da cidade, tendo a Matriz de São João Batista ao fundo.
Fotografias: Luiz Cruz

As novidades não param aí, São João da Boa Vista acaba de ganhar uma
publicação para público de todas idades, é o Álbum de Figurinhas – 100 Anos
de História
. Uma iniciativa da Academia de Letras e da Associação Comercial
e Empresarial locais, sob a coordenação de Lucelena Maia. Trata-se de uma
edição pioneira, não no tema, mas na abordagem. O álbum tem um belo projeto
gráfico, impresso em papel reciclável e traz uma pesquisa rica sobre a linha do
tempo de São João da Boa Vista. Em cada página há um diálogo do passado com o
presente. Mas o mais interessante desta proposta é a forte presença do
Patrimônio Humano da cidade. Os grupos musicais, esportivos, carnavalescos, as
escolas, os cinemas, museus e o teatro, as manifestações religiosas, culturais
e cívicas. A imprensa. A paisagem e os monumentos. As figuras que contribuíram
e ainda estão presentes na vida cultural da cidade. Com grande tiragem, o álbum
será trabalhado em todas as escolas. A professora Maria Cristina Sassaron
Pavani Correia manifesta grande interesse em começar 2012 trabalhando com seus
alunos utilizando o Álbum de Figurinhas. Segundo a mestra, ele vai despertar a
atenção dos alunos e envolvê-los com o tema memória e preservação.

A Livraria Papyrus, um Ponto de Cultura, é bastante conhecida de todos.
Possui um bom acervo, um espaço agradável para leitura. Tem um sebo bem
organizado e um espaço para exposições temporárias. Gil Sibin está mostrando fotografias
em uma individual intitulada Aeroportos: Céus Imaginários. É uma
exposição pequena, mas que revela um olhar atento, sobre pontos que geralmente
passamos com pressa ou ansiedade: os aeroportos. É na Papyrus que encontramos
muitas publicações sobre São João da Boa Vista, já são quase cinqüenta títulos,
inclusive, com obras de jovens estudantes da cidade. Praticamente todo mês tem
novidade em termos de publicação local. O destaque fica por conta da história
da cidade. Este é um fator muito relevante, pois é uma demonstração espontânea
de envolvimento e comprometimento dos autores com a cidade e seu patrimônio
cultural.

Outra novidade é a sinalização interpretativa dos monumentos históricos.
Seguindo critérios de sinalização turística internacional, todos os monumentos
e casas de personagens ilustres estão devidamente sinalizados. Mapas
interpretativos foram instalados em pontos estratégicos. A Prefeitura, através
do Departamento Municipal de Cultura e Turismo lançou o folder: Bem-Vindo a
São João da Boa Vista – Cidade Cultura.
Uma peça gráfica com mapa, nos
apresenta os diversos aspectos culturais e, melhor ainda, em português, inglês
e espanhol.

Mais uma iniciativa positiva é a publicação do Guia de Visitação do
Cemitério Municipal de São João da Boa Vista
, pela CTUR – Comissão de
Turismo. São mais de trezentos túmulos, jazigos e capelas. O destaque é o
conjunto de obras do artista Fernando Furlanetto, que criou diversas esculturas
em mármore e bronze. Com o guia, torna-se mais fácil percorrer as diversas
alamedas e apreciar as expressivas peças de Furlanetto.

O Natal em São João da Boa Vista iniciou-se um pouco mais cedo. No dia
25 de novembro foi inaugurada a exposição Menino Divino – Doçura da Sagrada
Família
, no Museu de Arte Sacra da Diocese de São João da Boa Vista, com
primorosa curadoria do historiador Antonio Carlos Rodrigues Lorette. A
exposição, que estará aberta ao público até 4 de fevereiro de 2012, apresenta
um grande número de imagens do Menino Divino e muitos presépios executados com
os mais variados materiais: marfim, madeira, prata, ouro, cera, palha,
cerâmica, cristal e papel. O convite da exposição é um dos mais de cinco mil
exemplares de santinhos do acervo do museu, que mostra ainda outras coleções
particulares. A exposição Menino Divino é um excelente evento e nos envolve
completamente no espírito natalino.

Capa do Álbum de Figurinhas Convite da exposição Menino Divino

E clima natalino não falta em São João da Boa Vista. A prefeitura
promove o “Natal na Feliz Cidade”. Este ano o tema é balas e doces. As ruas e
praças ganharam milhares de lâmpadas coloridas. A decoração ficou uma beleza,
mas os destaques são o Grupo Escolar e o Theatro, que ficaram fantásticas. A
Av. Dona Gertrudes toda está bem decorada. Em contraponto, os empresários
locais também deram suas contribuições, cada um fez sua decoração nos
estabelecimentos. Passear pelas ruas de São João da Boa Vista à noite é um grande
prazer, tudo transpira o clima de Natal.

A cidade sempre nos surpreende com ações positivas. Porém, é preocupante
a invasão e ataque às obras de arte do cemitério. O Conselho Municipal de
Patrimônio tem se reunido para discutir providências, está fazendo sua parte.
Este fato deve envolver todos os sanjoanenses e, especialmente, a Prefeitura,
Polícia Militar e Igreja. Todas as medidas de segurança devem ser tomadas,
inclusive intensificar as vistorias a antiquários, pois muitos roubos de peças
vão parar nas mãos de comerciantes inescrupulosos. Se roubam obras sacras é
porque há receptores de peças subtraídas do patrimônio público. Temos certeza
de que a população sanjoanense que nos dá tantas provas de comprometimento com
sua cultura, não permitirá ataques a um dos mais belos cemitérios do Brasil.

Luiz Cruz é professor e tutor à distância do Curso
de Pós-graduação em Educação Empreendedora / UFSJ/UAB – Pólo São João da Boa
Vista/SP.

Divulgada a programação de Natal de São João da Boa Vista

Programação 

“Um Doce Natal na Feliz Cidade”

 

Dia 01/12 – quinta-feira – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Ensaio Aberto Banda Dona Gabriela

 

Dia 02/12 – sexta-feira – 19h30 – Igreja do Rosário

Coral Boca Livre de São João da Boa Vista

 

Dia 03/12 – sábado– 19h– Igreja Sagrado Coração de Maria

Coral Boca Livre de São João da Boa Vista

 

 

Dia 03/12 – sábado – 20h30 – Theatro Municipal

Espetáculo musical Frutos da Terra – Projeto Alpha

 

Dia 04/2 – domingo – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Baile na Praça com a Banda Dona Gabriela

 

Dia 05/12 – segunda-feira – 20h30 – Theatro Municipal

Encontro de Corais de São João da Boa Vista

 

DIA 06/12 – terça-feira – 20h30 – Theatro Municipal

Apresentação dos Alunos da Escola Municipal de Iniciação Musical Geraldo Filme

 Professores: Micael Chaves – Gustavo Mérida – José Henrique Mérida

 

Dia 06/12 – terça-feira – 20h – Avenida Dona Gertrudes, 336

Coral na Janela e Encenação do Nascimento de Jesus

 

Dia 07/12 – quarta-feira – 19h30 – Ruas e Avenidas

Carreata de Natal Luz – Coca-Cola

 

Dia 07/12 – quarta-feira – 20h30 – Theatro Municipal

5º Festival de Dança – coord. Professora Claudia de Jesus

 

Dia 08/12 – quinta-feira – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Ensaio Aberto Banda Dona Gabriela

 

Dia 09/12 – sexta-feira – 20h – Escadarias da Sede do Palmeiras F.C

Coral Vozes de São João da Boa Vista

 

Dia 10/12 – sábado – 18h30 – Igreja São Sebastião

Coral Boca Livre de São João da Boa Vista

 

Dia 11/12 – domingo– 20h – Avenida Dona Gertrudes

Parada de Natal – parceria Prefeitura e ACE

 

Dia 12/12 – segunda-feira – 20h30 – Theatro Municipal

Show Clarice e Dona Ica Assad e Convidados

 

Dia 13/12 – terça-feira – 20h30 – Theatro Municipal

Apresentação dos alunos do Projeto Música Cidadania e Integração da Orquestra Jazz Sinfônica de São João da Boa Vista

Professores Íris de Castro, Ivan Trevisan, Ângelo Destro, Israel Angeli e Henrique Borges

 

Dia 14/12 – quarta-feira – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Orquestra Jazz Sinfônica de São João da Boa Vista

 

Dia 15/12 – quinta-feira – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Ensaio Aberto Banda Dona Gabriela

 

Dia 16/12 – sexta-feira – 20h30 – Rua Prudente de Moraes, 67

Coral Vozes de São João da Boa Vista

 

Dia 17/12 – sábado – 16h – Praça Coronel Joaquim José

Show Marcos Pirajá

 

Dia 18/12 – domingo – 20h – Avenida Dona Gertrudes

Parada de Natal – parceria Prefeitura e ACE

 

Dia 19/12 – segunda-feira – 20h – Praça Rui Barbosa – Largo da Estação

Auto de Natal do Teatro de Tábuas Humanos, Anjos e Lunáticos

 

Dia 22/12 – quinta-feira– 20h – Fonteatro Emílio Casline

Ensaio Aberto Banda Dona Gabriela

 

Dia 25/12 – domingo – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Baile na Praça com Luis Fabiano

 

Dia 1º de Janeiro – domingo – 20h – Fonteatro Emílio Casline

Baile na Praça com Banda Dona Gabriela

Caminhada da Lua Cheia propõe passeio diferente

No Sábado, dia 5 de novembro, a CTUR/ACE
promove a última Caminhada da Lua Cheia do ano de 2011. Diferente das demais
que percorrem estradas rurais, esta será urbana com saída do Largo da Estação
Ferroviária, percorrendo as principais ruas e avenidas da cidade, até terminar
na região do Cemitério. O mais interessante desta é que, segundo os
organizadores, os caminhantes terão a companhia de um guia turístico contratado
pela CTUR para ao longo do caminho, contar “causos” e histórias  da cidade e promover um debate sobre o
assunto enquanto se caminha. Esta experiência foi feita no ano passado e se
repete com o objetivo de tirar as pessoas de casa na noite de sábado e ao mesmo
tempo  multiplicar informações sobre o
valor histórico de nossas ruas, praças, prédios, avenidas e logradouros.
Segundo os coordenadores, os turistas presentes poderão conhecer melhor a
cidade e os caminhantes  poderão se
surpreender com tantas histórias que nem sempre são compartilhadas. Os
caminhantes deverão estar no ponto de encontro às 19 hs, para depois de um
aquecimento, percorrer os cerca de 04 km que ligam um ponto ao outro, com carro
de apoio e água de graça, como ocorre nas caminhadas para a zona rural. A
confraternização deverá ser nas barraquinhas de pastel que ficam
permanentemente montadas em frente ao cemitério São João Batista. Outra
novidade nesta caminhada é a participação de membros do Clube do Carro Antigo
de SJBV que fará um comboio para acompanhar os caminhantes até o Cemitério. As
pessoas poderão conhecer os carros, saber informações sobre este veículos que
fizeram e fazem parte da história da cidade.

Contabilidade
de 2011

A Coordenadora da CTUR/ACE e responsável
pela Caminhada da Lua Cheia informou que em 2011 cerca de 500 pessoas de
diversas cidades vizinhas, outros estados e até estrangeiros, puderam
participar desta atividade que, só com a CTUR já está em andamento desde 2005.

Segundo o cronograma deste ano, divulgado
já no mês de janeiro, a primeira caminhada de 2011 se deu em Fevereiro com
destino à Pedra Balão. Oitenta pessoas percorreram o trecho de 5 kms à pé e
terminaram a noite numa confraternização no Bar do Peixotinho.  Em abril, nova caminhada rumo ao Clube de
Campo dos Servidores Municipais. Cerca de 110 pessoas fizeram o trecho de 6 kms
até este espaço rural dos servidores municipais e se confraternizaram com muito
cachorro quente. Em maio, o grupo volta à Serra da Paulista numa caminhada de
8,5 kms até as Cachoeiras do Mirante. Cerca de 60 pessoas subiram a Serra  e se confraternizaram no bar rural da Dona
Mercedes. Em julho  88 pessoas caminharam
9 kms até o Lareira de Pedra, na

Serra da Paulista. Desta vez a
confraternização foi patrocinada pelo Big Bom (supermercado recentemente
inaugurado na cidade). Foram servidas frutas frestas, chá e biscoitos à vontade
numa linda noite de lua cheia e temperatura bem amena. Em setembro nova
caminhada, desta vez para a Fz. Serra da Boa Vista (Grespan) onde mais de 120
pessoas puderam aproveitar uma noite agradável com mais frutas e mais biscoitos
do patrocinador da caminhada anterior. Até aqui a CTUR computou 458 caminhantes
e muito espaço na mídia local e regional.

A Caminhada da Lua Cheia já está no
calendário turístico da cidade há mais de 8 anos e tem sido um dos passeios
mais esperados e procurados. Sua divulgação tem sido feita através de folhetos,
jornais, rádio, TV e especialmente pelas redes sociais da Internet. Apoiam esta
ação turística local organizada pela Associação Comercial e Empresarial através
de sua Comissão de Turismo, a Prefeitura Municipal, a Polícia Militar, o Corpo
de Bombeiros, o Clube do Carro Antigo, Ferrugem na Veia, a gráfica Sanjoanense,
Falquir – Comunicação visual, Fazenda Recanto, Sales & Corulli e Prata
Expedições.

TSC
– 04 de novembro de 2011

Sâo João vai receber a BR 135 pela quarta vez

Pela quarta vez consecutiva São João da Boa Vista vai receber nova edição da Ultramarathona BRAZIL 135. Trata-se de um evento esportivo que reúne atletas de mais de 13 países numa das corridas mais difíceis do mundo. Ela é pré-requisito para outras etapas (na neve e no deserto), no Canadá e nos USA.

 A cidade já está se preparando para receber os atletas que chegam com suas equipes técnicas.  Hotéis, restaurantes, supermercados, lojas de material esportivo e todo o comércio deverá sentir o impacto dos visitantes, especialmente dos estrangeiros com seu idioma estrangeiro e seus costumes diferentes. Intérpretes estão sendo acionados para auxiliar as equipes e os atletas. É um treino importante para a recepção de muitos visitantes ao país para a Copa de 2014.

 A corrida (à pé, nas categorias solo, dupla e trio), vai acontecer em 20 de janeiro de 2012, partindo de São João da Boa Vista – SP pelo Caminho da Fé até Paraisópolis – MG. Os “super” atletas terão até 60 horas (dependendo da categoria) para completar as 135 milhas da prova (217 kms). Mais informações no site: www.brazil135.com.br.

TSC 17/10/2011

Voluntários vão limpar o Jaguari Mirin neste final de semana

Um grupo de voluntários ligados a entidades
ambientalistas, associações, escoteiros, estudantes e profissionais liberais
realiza neste final de semana mais uma descida do Rio Jaguari Mirim em São João
da Boa Vista para ação de limpeza simbólica.

O grupo, apoiado pela SABESP, ACE/CTUR,
Polícia Ambiental, liderado pelo Prof. Reginaldo, da ONG “Jaguari, rio feliz”,
vai se reunir às 8 hs da manhã deste domingo, às margens do rio no Clube da
SABESP (Bairro Santo Antonio) e de lá, descer alguns quilômetros em bóias,
caiaques e barcos até a Ponte conhecida como “Ponte da Fiatece”. No caminho,
vão juntando todo lixo que encontram e reservando em sacos plásticos que são
removidos das margens para um caminhão da SABESP. Depois, o material reciclável
é separado e transferido para a Coopermax (Cooperativa de Reciclagem)  onde será processado e encaminhado para
reutilização.

O objetivo desta ação, que vem acontecendo
há mais de 5 anos, com apoio da Prefeitura Municipal, Ciprejim (Consórcio
Regional de preservação do rio Jaguari Mirim), de estudantes, professores, e da
imprensa em geral é conscientizar a comunidade ribeirinha dos perigos que o
lixo jogado no leito do rio pode representar para a saúde deste importante
manancial de água doce da cidade e região.

Segundo o idealizador do projeto, Reginaldo
Rodrigues, “com 100% do esgoto da cidade tratado, não há mais porque poluir o
rio que abastece todas as nossas casas. A comunidade já está aprendendo que
lugar de lixo é no lixo e não no rio”. Ainda segundo ele, o movimento, que
começou modesto com “meia dúzia de pessoas”, ganhou força e respeito ao longo
dos anos. Anualmente, em pelo menos 3 datas específicas (Dia da Água, Dia do
Meio Ambiente e entrada da primavera), o grupo, agora apoiado também pelos
empresários através da ACE local, já consegue ver os resultados positivos. A
cada ano, ele comenta, o volume de lixo coletado é menor.

As pessoas interessadas em participar da
ação precisam apenas comparecer ao ponto de encontro na hora marcada. Barcos,
bóias e caiaques são de responsabilidade de quem os levar. Quem não tiver
nenhum destes meios de transporte, poderá apoiar a ação à pé, pelas margens, no
trabalho de resgate dos sacos com o lixo para depositar no caminhão da SABESP.

 

 

 

TSC
– 15 setembro de 2011

Próxima Página »