Virada Cultural Paulista 2012

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, realiza pelo sexto ano consecutivo, nos dias 19 e 20 de maio, a Virada Cultural Paulista. Como nas edições anteriores, grandes nomes da cena nacional e artistas internacionais marcam presença na programação, que reúne cerca de mil atrações.

 

A Virada Cultural Paulista 2012 será realizada em 27 cidades do Estado: Americana, Araçatuba, Araraquara, Assis, Barretos, Bauru, Botucatu, Campinas, Caraguatatuba, Diadema, Franca, Indaiatuba, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi-Guaçu, Piracicaba, Presidente Prudente, Santa Bárbara D’Oeste, Santos, Santo André, São Caetano do Sul, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos e Sorocaba.

 

O Governo de São Paulo produz a Virada Cultural Paulista em parceria com os municípios. Enquanto o Estado é responsável pela programação principal, cabe aos municípios a infraestrutura para a realização do evento, além da contratação, em alguns casos, de artistas e atrações locais.

 

Para a coordenadora geral da Virada, Maria Thereza de Magalhães, o evento já é um grande sucesso. “Esperamos reunir mais de 1 milhão de pessoas nas ruas com diversas atividades culturais de qualidade, como música, teatro, circo e dança de graça para cidades do interior e litoral do Estado.”

 

Uma novidade desta edição é a participação das cidades de Santo André, São Caetano do Sul e Diadema em caráter regional, numa parceria firmada entre a Secretaria de Estado e o Consórcio Intermunicipal Grande ABC, composto por 7 cidades da região: São Caetano do Sul, São Bernardo do Campo, Mauá, Santo André, Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires e Diadema.

 

Na programação de 2012, destaque para nomes consagrados da música brasileira como Dominguinhos, Luiz Melodia, Zélia Duncan, Lobão, Ultraje a Rigor, Titãs e Pitty com o projeto Agridoce em parceria com o guitarrista Martin. Também artistas que participam pela primeira vez da Virada: Gal Costa, com o novo show Recanto, Nando Reis, Emicida, Gaby Amarantos, Planta e Raiz e Fernanda Abreu. Além de jovens talentos como Filipe Catto, Fepa, Letuce, Daniel Gonzaga, Marcelo Jeneci, Thiago Pethit, Mariana Aydar, Gabriel Sater e Karina Buhr, Tulipa Ruiz, Nina Becker e 5 à Seco.

 

Como na edição passada, a Secretaria de Estado da Cultura traz artistas estrangeiros. Para este ano, a Virada conta com shows de Ky- Mani Marley e Fernando Ferrer, além de Arto Lindsay, que participa do show da paulistana Cibelle, destaque no exterior. Outra artista brasileira com carreira internacional, que vive atualmente na Holanda, é Ceumar.

 

A Virada terá ainda uma intensa programação de espetáculos de teatro, com peças como RJ de Shakespeare – Juventude Interrompida, com direção do carioca João Fonseca em São João da Boa Vista; Alguns Blues do Tennesse, do Grupo Tapa em Indaiatuba; O Bosque, dirigido pelo italiano Alvise Camozzi em Mogi das Cruzes; Alguém Acaba de Morrer Lá Fora, com Lucélia Santos no elenco dirigida por seu filho Pedro Neschling, em Santa Bárbara D’Oeste; e espetáculos de dança, performances e intervenções, stand up comedy, circo e cultura popular.

 

O SESC São Paulo, como nas edições anteriores, é parceiro do evento, desenvolvendo uma série de atividades em suas unidades do interior e litoral. Danilo Santos de Miranda, diretor regional do Sesc São Paulo, reforça que a participação do SESC na Virada Cultural Paulista constitui “um alinhamento com os objetivos de se proporcionar o acesso da população aos bens culturais, além de ampliar o raio de ação e de experiências do SESC, fortalecendo os vínculos com o público de diferentes regiões do Estado e as parcerias institucionais”.

 

Confira aqui a programação completa em São João da Boa Vista!

Programação das Oficinas Culturais Guiomar Novaes

ARTES PLÁSTICAS

OFICINA DE DESENHO DA ANATOMIA HUMANA
Coordenação: Carol Reis.
23/8 a 8/11 – terças-feiras – 14h às 16h.
Público: adolescentes e adultos com noções básicas de desenho.
Inscrições: 8 a 19/8.
Seleção: carta de interesse e pequeno portfólio.
20 vagas.

Introdução ao desenho da forma humana por meio de estudos da estrutura geométrica da imagem, composição, perspectiva, sombreamento e desenho de observação.

Carol Reis é artista plástica e professora em escolas públicas e privadas, onde ministra aulas de Desenho e Iniciação Artística.

 

AUDIOVISUAL

CICLO DE FILMES COMENTADOS: ENCONTROS COM SHAKESPEARE
Curador: Ronaldo Marinsky.
29 a 31/8 – segunda a quarta-feira – 18h30.
Indicação: 15 anos.
30 lugares por exibição.

Programa:

29/8 – Hamlet (1948). Direção: Laurence Olivier.
30/8 – Othello (1952) e Macbeth (1948). Direção: Orson Welles.
31/8 – Romeu e Julieta (1968). Direção: Franco Zeffirelli.

Para ampliar o conhecimento sobre Shakespeare e sua obra, este ciclo traz algumas importantes adaptações cinematográficas de textos do grande autor. As exibições serão precedidas por preleções sobre o dramaturgo, as dificuldades de transposição da linguagem teatral para a linguagem cinematográfica e as peculiaridades e escolhas de cada diretor. Atividade paralela do II Encontro com Shakespeare, promovido pelo Departamento Municipal de Cultura.

Ronaldo Marinsky é doutor em Artes pela Unicamp. Dirigiu mais de 30 produções teatrais. É fundador, diretor e professor do Cena IV – Shakespeare Cia. e responsável pelo blog O Mundo é um Palco, do Instituto Shakespeare do Brasil, do qual também é fundador e diretor.

 

CIRCO / TEATRO

OFICINA: O SENTIDO CÔMICO DO PALHAÇO
Coordenação: Jana Galdi.
21 a 27/11 – segunda a sexta-feira – 13h30 às 17h30 | sábado e domingo – 9h às 14h.
Público: interessados com experiência em artes cênicas, a partir de 14 anos.
Inscrições: 8/8 a 11/11.
Seleção: currículo e carta de interesse.
20 vagas.

Baseada em esquetes do repertório clownesco clássico, a atividade propõe despertar o palhaço que existe dentro de cada um, utilizando exercícios de expressão corporal e vocal, jogos teatrais, técnicas de acrobacia e dinâmicas de improvisação.

Jana Galdi, formada em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina, é fundadora da Cia. TPK, cujos trabalhos para o público infantojuvenil foram levados à cena no Festival Internacional de Londrina, na Mostra Paralela do Festival de Teatro de Curitiba e no Theatro Circo de Braga, em Portugal.

 

COMUNICAÇÃO

WORKSHOP: PRINCÍPIOS BÁSICOS DA REDAÇÃO CRIATIVA
Coordenação: Rose Duarte.
22/8 a 24/10 – segundas-feiras – 19h às 21h.
Público: adultos interessados em criações textuais.
Inscrições: 8 a 17/8.
Seleção: carta de interesse.
15 vagas.

O workshop será desenvolvido a partir da discussão das diversas categorias de textos – literários, jornalísticos, técnico-científicos, publicitários –, visando estimular a criatividade dos redatores e a correta aplicação das normas da língua para se alcançar uma comunicação efetiva.

Rose Duarte é jornalista profissional, tendo colaborado para a Folha de S.Paulo e O Estado de S. Paulo, entre outras publicações. É mestre em Comunicação e Marketing pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero.

 

FOTOGRAFIA

OFICINA: LINGUAGEM FOTOGRÁFICA – TENDÊNCIAS DA IMAGEM
Coordenação: Gislaine Fonseca.
23/8 a 8/11 – terças-feiras – 18h30 às 21h30.
Público: adolescentes e adultos com prática em fotografia.
Inscrições: 8 a 19/8.
Seleção: carta de interesse.
20 vagas.

A oficina tem o objetivo de proporcionar a compreensão da linguagem fotográfica e dos recursos técnicos possibilitados pelas diversas câmeras. Serão abordados tópicos como: foco, profundidade de campo, iluminação, enquadramento, equilíbrio e composição, edição e tratamento digital de imagens.

Gislaine Fonseca é artista plástica, fotógrafa e professora de Artes, formada em Educação Artística, com habilitação em Artes Plásticas, pela Unesp. Em fotografia, realiza ensaios autorais e trabalha com eventos, espetáculos e publicidade.

 

IMAGEM NA LATA: OFICINA DE FOTOGRAFIA PIN HOLE
Coordenação: Ana Divino.
1/10 a 3/12 – sábados – 9h às 12h.
Público: adolescentes e adultos interessados em fotografia.
Inscrições: 8/8 a 30/9.
Seleção: carta de interesse.
15 vagas.

A oficina propõe a reflexão sobre o processo de construção de uma imagem, incentivando o participante a desenvolver pesquisa pessoal por meio da experimentação de uma técnica simples, que dispensa o uso de câmera.

Ana Divino é cineasta e fotógrafa, com formação em Cinema e Vídeo pela Escola Livre de Santo André e em Comunicação Social pela ECA-USP. É produtora e assessora de comunicação do grupo Cinema de Guerrilha.

 

 

 

 

 

 

 

 

GESTÃO CULTURAL

OFICINA DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL: CONCEPÇÃO, PLANEJAMENTO E FORMATAÇÃO DE PROJETOS
Coordenação: Horizontes / CADE – Centro de Apoio ao Desenvolvimento e ao Empreendedorismo.
1 e 2/9 – quinta e sexta-feira – 9h às 12h e 13h às 18h.
Público: gestores e produtores culturais.
Inscrições: 8 a 31/8.
Seleção: ordem de inscrição (primeiros inscritos).
30 vagas.

Essa oficina de capacitação tem os seguintes objetivos: apresentar informações atualizadas acerca do mercado cultural; orientar a elaboração e a redação de projetos culturais; identificar as possibilidades de financiamento para projetos na área da Cultura; fornecer subsídios para que os participantes possam atuar como gestores e produtores de cultura dentro do conceito de economia criativa. Após o final da oficina, os participantes continuarão acompanhados pelos técnicos do CADE por meio das redes sociais, skype, e-mail ou telefone.

Horizontes é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP), cuja missão é promover a sustentabilidade, a cidadania, a inclusão social e a geração de trabalho e renda por meio da educação. O CADE, um dos seus programas, tem suas bases voltadas para a difusão do conhecimento e capacitação técnica na área de elaboração de projetos culturais e empreendedorismo na economia criativa.

 

WORKSHOP: ECONOMIA CRIATIVA E CIDADES CRIATIVAS
Coordenação: Ana Carla Fonseca.
9/9 – sexta-feira – 10h às 13h e 14h às 17h.
Público: gestores, produtores culturais e artistas.
Inscrições: 8/8 a 8/9.
Seleção: ordem de inscrição (primeiros inscritos).
20 vagas.

Essa atividade se propõe a: promover o entendimento do significado de economia criativa e cidades criativas, capacitando os participantes a dialogar com instituições públicas e privadas; provocar uma reflexão acerca de como essas duas abordagens podem contribuir para o desenvolvimento cultural, social e econômico de cada cidade e polo cultural; motivar o desenvolvimento de uma política local articulada. Os participantes farão uma lição de casa que será objeto de análise numa segunda fase.

Ana Carla Fonseca é administradora pública pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo, economista, mestre em Administração e doutora em Urbanismo pela USP. É assessora em economia criativa para a ONU (UNCTAD e PNUD).

 

PALESTRA: ECONOMIA CRIATIVA E CIDADES CRIATIVAS
Palestrante: Ana Carla Fonseca.
9/9 – sexta-feira – 18h30 às 20h.
Público: gestores, produtores culturais, artistas e interessados no tema.
Inscrições: 8/8 a 9/9.
Seleção: ordem de inscrição (primeiros inscritos).
20 vagas.

A palestra abordará os seguintes temas: conceito e importância de indústria criativa e economia criativa; cultura, economia e desenvolvimento como eixos entrelaçados; princípios básicos de governança, parceria e empreendedorismo; cidades criativas; estatísticas e casos nacionais e internacionais.

 

 

WORKSHOP DE GESTÃO CULTURAL
Coordenação: Tércio Marinho.
22 e 23/10 – sábado e domingo – 9h às 13h e 14h às 18h.
Público: interessados em gestão cultural, a partir de 18 anos.
Inscrições: 8/8 a 18/10.
Seleção: carta de interesse.
20 vagas.

Panorama do segmento da produção cultural, considerando: planejamento, administração, leis de incentivo, captação de recursos e questões jurídicas, financeiras e internacionais.

O produtor Tércio Marinho é consultor e especialista em desenvolvimento de projetos e de metodologias de trabalho direcionadas à área cultural.

 

HISTÓRIA EM QUADRINHOS

OFICINA: TÉCNICAS DE DESENHO E CRIATIVIDADE NAS TIRINHAS
Coordenação: Gislaine Fonseca.
3/10 a 21/11 – segundas-feiras – 14h às 17h.
Público: crianças e adolescentes.
Inscrições: 8/8 a 29/9.
Seleção: ordem de inscrição (primeiros inscritos).
20 vagas.

Destinada a crianças e adolescentes com ou sem conhecimento na área, a oficina pretende: desenvolver a capacidade de observação; exercitar técnicas variadas de desenho e pintura aplicadas à HQ; apresentar as diferentes manifestações da linguagem dos quadrinhos; estimular a busca de um estilo próprio de criação.

Gislaine Fonseca é artista plástica, fotógrafa e professora de Artes, formada em Educação Artística, com habilitação em Artes Plásticas, pela Unesp.

 

LITERATURA

OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS PARA EDUCADORES
Coordenação: Rô Nogueira.
24/8 a 7/12 – quartas-feiras – 18h30 às 21h30.
Público: educadores e professores.
Inscrições: 8 a 19/8.
Seleção: carta de interesse.
20 vagas.

A oficina ressalta a importância da narração dos contos para a formação da criança, apresentando estudos e técnicas sobre a arte de contar histórias, literatura apropriada e formas de incentivo à leitura.

Rô Nogueira é artista plástica, graduada em Educação Artística, com cursos complementares em Teatro e Música. É criadora da Cia. de Diversão Baderna Artística, que realiza animação cultural e contação de histórias.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LITERATURA / MÚSICA

WORKSHOP: GUIOMAR NOVAES, A MENINA DO NARIZ ARREBITADO
Coordenação: Rô Nogueira.
10 e 17/ 9 – sábados – 9h às 12h e 14h às 18h.
Público: crianças de 7 a 10 anos.
Inscrições: 8/8 a 9/9.
Seleção: ordem de inscrição (primeiros inscritos).
15 vagas.

Por meio de contos, músicas e cenas teatrais, a atividade apresenta às crianças a vida e a obra de Guiomar Novaes, a partir da história de Monteiro Lobato, Narizinho, a menina do nariz arrebitado, que foi inspirada na pianista. Atividade paralela da Semana Guiomar Novaes de São João da Boa Vista, promovida pela Secretaria de Estado da Cultura em parceria com o Departamento Municipal de Cultura.

 

MÚSICA

OFICINA DE VIOLÃO ERUDITO
Coordenação: Micael Chaves.
24/8 a 23/11 – segundas e quartas-feiras – 15h às 16h30.
Público: interessados a partir de 15 anos, com conhecimento básico de leitura de partituras.
Inscrições: 8 a 19/8.
Seleção: aula-teste (22/8 – segunda-feira – 15h).
10 vagas.

Utilizando-se de métodos práticos e simples, a oficina aprofunda o conhecimento da teoria musical e das técnicas para violão erudito, com exercícios, prática de conjunto e interpretação de composições para grupo ou solistas.

Micael Chaves é formado pelo Conservatório Musical de Tatuí. Foi spalla da Orquestra de Violões “Violões e Cia.” e participou da gravação do DVD da Família Assad, com a qual se apresentou em concertos na Alemanha.

 

AULA ABERTA: A REVOLUÇÃO DO ROCK NOS ANOS 90 E SUA INFLUÊNCIA NO BRASIL
Coordenação: João Rodrigo.
1/9 – quinta-feira – 18h30 às 21h30.
Público: apreciadores desse gênero musical.
Inscrições: 8 a 26/8.
Seleção: carta de interesse.
30 vagas.

Na década de 1990, ocorreu uma revolução no rock, causada pelo aparecimento de bandas como Nirvana, Pearl Jam e Mudhoney, todas vindas da cidade americana de Seattle. A aula apresentará e analisará o estilo e as influências deste movimento musical que ficou conhecido como grunge.

João Rodrigo é vocalista e guitarrista. Estudou Áudio e Música em São João da Boa Vista e Digital Audio Recording em Shoreline, cidade próxima a Seattle.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

OFICINA DE ARRANJO MUSICAL PARA ACOMPANHAMENTO
Coordenação: Gustavo Merida.
5/9 a 28/11 – segundas-feiras – 19h30 às 21h30.
Público: pianistas e tecladistas acima de 16 anos.
Inscrições: 8 a 31/8.
Seleção: currículo.
10 vagas.

O objetivo da atividade é apresentar, de maneira simples, as melhores formas de realizar o arranjo para músicas de diferentes ritmos, nas situações em que o pianista ou tecladista toca sozinho ou acompanhado apenas do cantor.

O pianista e tecladista Gustavo Merida transita entre o erudito e o popular como professor, instrumentista e compositor. Acompanhando a cantora Carolina Cachola, conquistou o prêmio de melhor intérprete no Festival Brasileiro de MPB de Avaré, em 2006.

 

PATRIMÔNIO CULTURAL

OFICINA: A HISTÓRIA DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA NA REVOLUÇÃO DE 32
Coordenação: Hediene Zara.
8/9 a 24/11 – quintas-feiras – 19h30 às 21h30.
Público: professores e estudantes de História.
Inscrições: 8/8 a 2/9.
Seleção: carta de interesse.
20 vagas.

O Arquivo Histórico Matildes Salomão recebeu, recentemente, um acervo com mais de 500 fotografias da década de 1930, além de dezenas de documentos da Cruz Vermelha Internacional, que manteve um hospital em São João da Boa Vista. Por meio desse material inédito, os participantes terão a oportunidade de conhecer a cidade, sua história e seu cotidiano, na época da Revolução Constitucionalista.

Hediene Zara é escritor, com mais de 400 artigos publicados, e repórter do jornal O Município. Trabalha com a preservação e restauração do acervo histórico municipal há seis anos, tendo assumido, em 2010, a presidência da comissão que administra o Arquivo Histórico Matildes Salomão.

 

TEATRO

WORKSHOP DE DIREÇÃO E INTERPRETAÇÃO TEATRAL
Coordenação: Ramiro Silveira.
22 a 26/8 – segunda, quarta e sexta-feira – 14h às 18h.
Público: estudantes de Artes Cênicas, atores e diretores amadores ou profissionais.
Inscrições: 8 a 16/8.
Seleção: carta de interesse e currículo.
20 vagas.

Introdução ao “Teatro Playground”, técnica de ensaio que propõe, à equipe de atores e criadores, um jogo cênico em um ambiente motivador (o “playground”), em que regras são estabelecidas com o intuito de fornecer estímulos para a criação e a evolução do espetáculo. Atividade paralela do Festival Amador de Teatro de São João da Boa Vista.

Ramiro Silveira é bacharel em Direção de Teatro pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e mestre em Direção de Atores pela Middlesex University, de Londres. Encenador premiado e criador da técnica “Teatro Playground”, atualmente dirige os projetos teatrais finais na Escola Globe, em São Paulo.

 

 

 

 

WORKSHOP: HAMLET, DE WILLIAM SHAKESPEARE
Coordenação: Gabriel Marin.
29 a 31/8 – segunda a quarta-feira – 14h30 às 17h.
Público: estudantes de Teatro e atores.
Inscrições: 8 a 24/8.
Seleção: carta de interesse.
20 vagas.

Como o objetivo de mostrar que a obra de William Shakespeare é, antes de tudo, dedicada ao ator, o workshop trabalhará o processo de construção e execução do personagem no palco, tendo como mote o conselho que o príncipe Hamlet, na peça, dá aos atores que contrata. Atividade paralela do II Encontro com Shakespeare, promovido pelo Departamento Municipal de Cultura.

Gabriel Marin é ator, membro do grupo Cena IV – Shakespeare Cia. e estudioso da obra do grande dramaturgo inglês. Interpretou, entre outros personagens shakespearianos, Hamlet, Iago e Romeu.

 

OFICINA DE CRIAÇÃO DE ESQUETES TEATRAIS
Coordenação: Manuel Fabrício.
21 a 27/11 – segunda a sexta-feira – 18h às 22h | sábado e domingo – 15h às 20h.
Público: interessados com experiência básica em artes cênicas, a partir de 14 anos.
Inscrições: 8/8 a 11/11.
Seleção: currículo e carta de interesse.
20 vagas.

Aplicação de técnicas para criação de esquetes teatrais, por meio de jogos teatrais, improvisação, estudo de conceitos de criação de cenas, produção e apresentação de esquetes elaborados ao longo da atividade.

Manuel Fabrício é ator e clown, graduado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Londrina. Entre outras montagens, participou, como intérprete-criador, de Um corpo que não aguenta mais, de Marta Soares, apresentada no Festival Internacional de Dança de Belo Horizonte. Autor e diretor do espetáculo Memórias de Bonecas, de 2006, que recebeu o Prêmio Myriam Muniz da Funarte.

 

ATIVIDADES EXTERNAS

 

ARTES PLÁSTICAS

OFICINA DE ESCULTURA PARA PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS
Coordenação: Marisa Bonaldi.
23/8 a 8/11 – terças-feiras – 14h às 17h.
Público: alunos da APAE.
Seleção: indicação da coordenação da APAE.
15 vagas.
Local: APAE – Associação Pais e Amigos dos Excepcionais:
Av. Dr. Luis Gambeta Sarmento, 921.

De forma acessível, a atividade apresenta uma introdução às técnicas de escultura, mostrando obras dos principais escultores e desenvolvendo um trabalho de criatividade com materiais como argila, gesso, arame, sabão e madeira.

Marisa Bonaldi é formada em Educação Artística e pós-graduada em Ensino de Crianças com Necessidades Especiais. Ministra aulas de Artes em escolas estaduais e particulares.

 

 

 

 

 

AUDIOVISUAL

CICLO DE FILMES COMENTADOS: MÚSICA PARA OS OLHOS
Curadora: Alice Abreu.
6, 20 e 27/9 – terças-feiras – 19h30.
Indicação: 12 anos.
50 lugares por exibição.
Local: Cineclube Beloca:
Praça da Catedral, 22.

Programa:

6/9 – Uma noite em 67
(Brasil, 2010, 85’).
Direção: Renato Terra e Ricardo Calil.
Documentário sobre um momento de grandes transformações da música, da cultura e da sociedade brasileira.

20/9 – Os desafinados
(Brasil, 2008, 139’).
Direção: Walter Lima Jr.
Dramatização sobre os anos 1960: a Bossa Nova, o cenário político e a efervescência cultural.

27/9 – Fabricando Tom Zé
(Brasil 2007, 90’).
Direção: Décio Matos Jr.
Sincretismo e reinvenção do pop brasileiro através da trajetória de um dos mais ousados e radicais criadores do tropicalismo.

Ciclo comentado de filmes sobre personagens da cena musical brasileira. Parceria com Cineclube Beloca, o ciclo tem a proposta de enriquecer os debates culturais da cidade, ao trazer obras que estão fora do circuito comercial.

Alice Abreu é uma das responsáveis pela criação, implantação e direção do Cineclube Beloca, que existe desde 2007. Foi integrante do departamento de comunicação do Teatro de Tábuas e fez parte do conselho técnico da Amite (Amigos do Theatro Municipal de São João da Boa Vista).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

CICLO DE FILMES COMENTADOS: LOUCURA, A LUCIDEZ CONTEMPORÂNEA
Curador: Fritz Nagib.
4, 11 e 18/10 – terças-feiras – 19h30.
Indicação: 15 anos.
50 lugares por exibição.
Local: Cineclube Beloca:
Praça da Catedral, 22.

Programa:

4/10 – Budapeste
(Brasil, Portugal, Hungria, 2009, 113’).
Direção: Walter Carvalho.
Drama baseado no livro homônimo de Chico Buarque, com história intrincada e personagens complexos, de grande intensidade poética e emocional.

11/10 – O senhor do labirinto
(Brasil, 2010, 80’).
Direção: Geraldo Motta e Gisella de Mello.
Documentário sobre o artista plástico Arthur Bispo do Rosário, que viveu durante 50 anos internado em instituições psiquiátricas.

18/10 – Viajo porque preciso, volto porque te amo
(Brasil, 2010, 75’).
Direção: Marcelo Gomes e Karim Aïnouz.
Road movie experimental, instigante na forma e no conteúdo: sonhos, buscas e desencontros numa mistura de realidade e ficção.

Ciclo comentado de filmes sobre a trajetória de personagens e tramas que colocam em cheque a lucidez e o delírio da contemporaneidade. Parceria com Cineclube Beloca, o ciclo tem a proposta de enriquecer os debates culturais da cidade, ao trazer obras que estão fora do circuito comercial.

Fritz Nagib, um dos fundadores do Cinecube Beloca, estudou Fotografia e Artes na Weber State College de Utah, Estados Unidos. Suas fotografias e vídeos foram exibidos em mostras coletivas no Masp, Centro Cultural São Paulo e Instituto Cultural Itaú.

 

MÚSICA

APRESENTAÇÃO MUSICAL: TRIBUTO A SIMONAL
Grupo Toca.
1/10 – sábado – 20h.
Indicação: livre.
200 lugares.
Local: Theatro Municipal:
Praça da Catedral, 22.

O show celebra a popularidade de um dos maiores cantores do Brasil, por meio de videodocumentário e performances musicais que resgatam a alegria contagiante do swing e da pilantragem de Wilson Simonal.

O Toca, de São João da Boa Vista, está na estrada há 15 anos e recentemente lançou o CD Sorte no amor. O grupo é formado por Marcelo Gregório (teclados e direção musical), Juninho Popó (vocal e cavaco), Márcio Gregório (rebolo e vocal), Paul Jack (percussão e vocal), Eduardo Corbano (violão e guitarra) e Decka (bateria).

 

 

 

 

 

 

 

TEATRO

ESPETÁCULO: BANG BANG, VOCÊ MORREU
Cena IV – Shakespeare Cia.
23/8 – terça-feira – 9h e 14h.
Indicação: 14 anos.
100 lugares por apresentação.
Local: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo:
Acesso Dr. João Batista Merlin, s/nº.

Inspirado no massacre ocorrido em 1999 no Instituto Colombine, no Colorado, Estados Unidos, o Cena IV – Shakespeare Cia. traz, para a realidade brasileira atual, o candente tema do bullying.

A Associação Cena IV – Shakespeare Cia. surgiu em 1975 como um grupo de teatro amador; hoje, tem 15 peças em seu repertório. Em 2009, tornou-se uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip).

Programação Completa da Virada Cultural

Virada Cultural 2010

Das 18 horas do dia 22  até as 18 horas do dia  23 de maio de 2010, São João da Boa Vista será palco de 24 horas seguidas de shows, dança, teatro, cinema e literatura. Venha participar da Virada Cultural de São João da Boa Vista.

São dezenas de espetáculos gratuitos para todas as idades e gostos: A Brava – Brava Companhia; Abertura da Exposição “Traços da Liberdade”. Abertura da Feira de Artes e Artesanato; André Caccia Brava. Aula aberta com Brava Companhia; Blitz; Cabaret do MERCOSUL; Circo Delírio; Canastra; Carmem de Georges Bizet – direção cênica de Cleber Papa; Coreografia II “O planeta pede Socorro” – Eclipse Cultura e Arte; Diários de Viagem – OMSTRAB; DJ Luis Mattos; Elba Ramalho; Giselle –Studium Joelen; Histórias de Chuva – grupo Gênesis ; Intervenção com Circo Delírio; Kamaleoas; Núcleo Brasílica; Marias de Deus – Grupo Urucum; Osquestra Brasileira de Música Jamaicana; Os Opalas; Pluft, o Fantasminha – Cia de Teatro e Dança Art’Expressão; Sabonetes; Samba de Roda; Tem Gonzaga no Molho – Carlinhos Antunes & Quinteto Mundano; Toca do Pagode; Trio Sabiá; Trix Mix Cabaret; Westboys; Yann Tiersen. A programação completa, com horários e locais, você pode conferir aqui.

As atrações estarão distribuídas em diversos palcos:

  • Na estação Ferroviária (Praça Rui Barbosa s/n – Centro;
  • No Theatro Municipal (Praça da Catedral, 22 – Centro;
  • Na Fonteatro Emilio Caslini (Praça Cel. Joaquim José – ao lado do Theatro Municipal;
  • Na Concha Acústica (Praça Benedito Galli – Jd. Nova República);
  • No Espaço Cultural Fernando Arrigucci (Praça Rui Barbosa, 41 – centro) e na Oficina Cultural Guiomar Novaes (R. Prudente de Moraes, 174 – centro).

Onde se Hospedar?
Para aproveitar as atrações da Virada Cultural, a melhor opção é se hospedar em hotéis da região central de São João, mas a rede hoteleira tem outras opções há no máximo 15 minutos do centro, com diversidade de estilos e preços;  (consultar “parceiros” no site www.saojoaodaboavista.org.br); aceita-se cartões de crédito na maioria dos estabelecimentos.

Onde se alimentar?
São João da Boa Vista tem um grande número de restaurantes, pizzarias, lanchonetes e bares, onde são servidas receitas regionais e até internacionais. O serviço é variado; aceita-se cartões de crédito na maioria dos estabelecimentos. Consulte aqui.

Compras
A cidade é o maior e mais bem equipado centro comercial da região, podendo atender a qualquer necessidade imediata do visitante ou mesmo o desejo de levar uma lembrança da cidade. Consulte aqui.

Ingressos
Todos os shows e espetáculos promovidos na Virada Cultural na parceria Prefeitura/Governo do Estado de São Paulo, são gratuitos. Não há necessidade de transporte entre um e outro palco para os shows e eventos, pois todos estão no centro ou próximo a ele, embora a cidade disponha de ônibus urbanos, taxis e moto-taxis durante todo dia e à noite.

Você pode conferir toda a programação do evento no site da CTUR (www.saojoaodaboavista.org.br), onde é possível consultar roteiros turísticos eco-culturais, hospedagem, alimentação, comércio, entre outros, da Prefeitura Municipal (www.saojoao.sp.gov.br) ou  www.viradaculuralpaulista.sp.gov.br.

Maiores informações e reservas: CTUR- Comissão de Turismo da ACE – F. 19 3623 5512 – e-mail atendimento@ctur.org.br

PRAÇA RUI BARBOSA

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 18h30 DJ Luís Mattos
22 19h30 Banda Pífanos de Caruaru
22 21h Banda West Boys
22 22h30 Os Opalas
22/23 00h Blitz
23 01h30 DJ Luis Mattos
23 14hs Toca do Pagode
23 15h30 Trio Sabiá
23 17hs Elba Ramalho

FONTEATRO EMÍLIO CASLINI

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 19hs Kamaleoas – Núcleo Brasílica
22 21hs A Brava – Brava Companhia
22 23hs Banda Sabonetes
23 10hs Intervenção – Circo Delírio
23 11h30 Marias de Deus – Grupo Urucum
23 12h30 Intervenção – Circo Delírio
23 13hs Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
23 14h30 André Caccia Bava
23 16hs Grupo Samba de Roda

THEATRO MUNICIPAL

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 18 Carmen de Georges Bizet
22 21 Diários de Viagem – Omstrab
22 22 Carlinhos Antunes e Quinteto Mundano
23 00h30 Trix Mix Cabaret
23 11hs Histórias de Chuva – Grupo Gênesis
23 13h30 Studio Joelen de Ballet Clássico – SJBV
23 16h30 Yann Tiersen

PRAÇA BENEDITO GALLI  Jd Nova Republica

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 20hs Coresgrafia II O Planeta pede Socorro
22 21h30 Cabaret do Mercosul – Circo Delírio
22 23hs Banda Canastra
23 15h30 Intervenção Circo Delírio
23 16h30 Pluft, O Fantasminh

Obs. 22 a 25/05 – Exposição Traços da Liberdade (Espaço Cultural Fernando Arrigucci CANCELADA

Concurso: Minuto na Virada Cultural Paulista

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Cultura, está promovendo o Concurso “Minuto na Virada Cultural Paulista”, que irá distribuir R$6 mil reais em prêmios para os autores dos melhores vídeos.

Para participar, basta fazer um vídeo com duração máxima de 1 minuto, registrando imagens do evento, sob sua perspectiva, e enviar pelo site: festivaldominuto.com.br , até o dia 31 de maio de 2010.É importante que o regulamento do concurso seja consultado também no site: festivaldominuto.com.br.

Virada Cultural – Programação completa

Serão 16 shows musicais, três espetáculos circenses, quatro espetáculos de dança, quatro peças teatrais e uma exposição, que totalizam 28 apresentações marcadas para a Virada Cultural Paulista. Vale salientar que a conquista do evento para a cidade é mérito do prefeito Nelson Nicolau que em 2008 pediu ao secretário de Estado da Cultura, João Sayad, que incluísse São João entre as cidades que recebem recursos para investir em cultura. O Secretário fez mais do que isso, presenteou o município com a Virada Cultural e a partir daí, a Prefeitura começou a tomar as providências para que o evento acontecesse. É importante lembrar que em 2008, primeiro ano do evento na cidade, foram 19 espetáculos no qual compareceram cerca de 22 mil pessoas, e em 2009 foram 25 shows no qual a média de público foi de 51 mil pessoas.

PRAÇA RUI BARBOSA

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 18h30 DJ Luís Mattos
22 19h30 Banda Pífanos de Caruaru
22 21h Banda West Boys
22 22h30 Os Opalas
22/23 00h Blitz
23 01h30 DJ Luis Mattos
23 14hs Toca do Pagode
23 15h30 Trio Sabiá
23 17hs Elba Ramalho

FONTEATRO EMÍLIO CASLINI

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 19hs Kamaleoas – Núcleo Brasílica
22 21hs A Brava – Brava Companhia
22 23hs Banda Sabonetes
23 10hs Intervenção – Circo Delírio
23 11h30 Marias de Deus – Grupo Urucum
23 12h30 Intervenção – Circo Delírio
23 13hs Orquestra Brasileira de Música Jamaicana
23 14h30 André Caccia Bava
23 16hs Grupo Samba de Roda

THEATRO MUNICIPAL

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 18 Carmen de Georges Bizet
22 21 Diários de Viagem – Omstrab
22 22 Carlinhos Antunes e Quinteto Mundano
23 00h30 Trix Mix Cabaret
23 11hs Histórias de Chuva – Grupo Gênesis
23 13h30 Studio Joelen de Ballet Clássico – SJBV
23 16h30 Yann Tiersen

PRAÇA BENEDITO GALLI  Jd Nova Republica

DIA HORÁRIO PROGRAMAÇÃO
22 20hs Coresgrafia II O Planeta pede Socorro
22 21h30 Cabaret do Mercosul – Circo Delírio
22 23hs Banda Canastra
23 15h30 Intervenção Circo Delírio
23 16h30 Pluft, O Fantasminh

Obs. 22 a 25/05 – Exposição Traços da Liberdade (Espaço Cultural Fernando Arrigucci CANCELADA


Endereços dos locais de shows:

  • Largo da Estação (Praça Rui Barbosa n.º 41 – Centro)
  • Theatro Municipal (Praça da Catedral n.º 22 – Centro)
  • Fonteatro Emílio Caslini (Praça Cel. Joaquim José – ao lado do Theatro Municipal)
  • Concha Acústica Cultural (Praça Benedito Galli – Jardim Nova República)

ESPETÁCULOS

Brava Companhia (Aula Aberta)

A Companhia convidará os participantes a vivenciarem uma pequena parte da experiência e prática teatral acumuladas pelo grupo a partir de um constante trabalho de pesquisa para a criação na rua e em espaços não convencionais. Essa pesquisa tem como foco o trabalho do ator apoiado em suas possibilidades de criação a partir do corpo e o espaço, o jogo e o improviso, a música e o som. Desse processo, colocado constantemente em diálogo com o público por meio de ensaios abertos, nasceu o espetáculo “A BRAVA”.

Carmen de Georges Bizet – Opera

Quem nunca ouviu falar de Carmen, a cigana das touradas de Sevilha? Carmen é um clássico. A ópera foi criada por Georges Bizet a partir de um conto de Prosper Merimée.  A história se passa em torno da cigana Carmen que conquista Dom José, namorado de Micaela, obrigando-o a deixar os Dragões Reais onde era tenente e juntar-se aos contrabandistas. Como o tenente Dom José fica em dúvida entre a Guarda Real e a vida de aventuras com a cigana, esta o troca por Escamillo, o mais famoso toreador de Espanha. A trama se desenvolve com ares de grande drama, de intensas cores românticas e tudo isto reunindo as magníficas peças da ópera, o conteúdo do conto original, o libreto e uma dose de liberdade criativa que torna este espetáculo uma obra original, com pouco mais de 1 hora de duração.

DJ Luiz Mattos

Com 10 anos de carreira, o Dj Luiz Mattos possui um estilo versatile e um feeling apurado de pista. Seus sets são sempre pontuados por ecletismo, bom gosto e técnica impecável que o fizeram ser um dos Djs mais frenquentes nas festas mais descoladas da noite paulistana.

Kamaleoas – Núcleo Brasílica – Dança

O show revela a natureza feminina brasílica, e traz a beleza e a essência de todos os tipos de mulheres para a cena, respeitando e valorizando suas diferenças étnicas, personalidades, biótipos e fases da vida.  A música brasileira é o eixo do espetáculo, que traz também as linguagens de dança, poesia, e jogos com o público, através da Linguagem  Brasílica de Arte, onde trazemos fusões artísticas que representam nossa brasilidade contemporânea, mostrando atualidade, inovação e interação.

Banda Pífanos de Caruaru

No ano em que comemora seus 86 anos, a Banda de Pífanos de Caruaru, criada em 1924, nasceu para perpetuar a tradição da Zabumba Cabaçal, cultivada ao longo de décadas pela família Biano

A riqueza artística e histórica da Banda de Pífanos de Caruaru os fez receber o Grammy Latino 2004, na categoria de Melhor Grupo de Música de Raiz, e também a Ordem de Mérito Cultural – maior honraria da cultura brasileira – entregue pelo presidente da república

Conhecidos como os “Beatles de Caruaru”, a Banda de Pífanos representa um dos ícones da música brasileira de maior expressão em todos os tempos

Coresgrafia II O Planeta pede Socorro!

Eclipse Cultura e Arte (Dança)

Há muito tempo os seres humanos aprenderam que a natureza se repete: as chuvas, as flores, o frio, o calor e o próprio aspecto do céu… tudo se repete com muita regularidade, com sua imensa variação de tons e cores. Mas no decorrer de um simples dia a rotina do ser humano gera insatisfação, precisamos ‘viver’ intensamente ‘pra aprender’: a amar, a sentir, a sorrir e principalmente: ser humano.

Exposição Traços da Liberdade

Por meio de cartuns – desenhos humorísticos sobre assuntos atemporais – a mostra chama a atenção do público para cenas que podem ser caracterizadas como preconceituosas ou que incentivem esse tipo de atitude. Também poderão ser vistos na exposição cartazes que retratam a trajetória histórica da luta da população afro-brasileira e a sua influência na construção cultural da sociedade.

Período: 22 de maio a 25 de junho

Diários de Viagem – OMSTRAB (Dança)

O novo trabalho do OMSTRAB mistura ficção e realidade num espetáculo de Dança Contemporânea e Musica especialmente composta e executada ao Vivo. As imagens do espetáculo percorrem situações vividas pelo Núcleo em viagens pelo Brasil e por países de três continentes, através de depoimentos dos artistas e situações cênicas que abordam a Percepção Espacial do Tempo traduzida em Movimento.

Westboys (Música)

Para a Virada Cultural Paulista 2010, a banda de São João da Boa Vista preparou um show com músicas próprias, com arranjos e melodias originais, além de apresentar sucessos da atualidade, sempre com um toque pessoal do grupo

Cabaret do MERCOSUL – Circo Delírio (Circo)

Entre a ironia e o humor, um argentino, um brasileiro e um uruguaio apresentam um original espetáculo de variedades circenses. Enriquecido por efeitos sonoros e música ao vivo, o trio traz à cena o formato dos grandes cabarés junto com a essência sul americana. Os habilidosos e divertidos artistas garantem o entretenimento e o riso pra toda a família.

Tem Gonzaga no Molho – Carlinhos Antunes e Quinteto Mundano (Música)

Os versáteis músicos passeiam por ritmos e melodias do Brasil e de várias partes do mundo. Para esse espetáculo, o grupo preparou uma homenagem à música nordestina e ao swing brasileiro, com repertório que contempla grandes compositores como Luiz Gonzaga, Chiquinha Gonzaga e Jackson do Pandeiro, além de composições próprias e até um xaxado com molho indiano.

Canastra (Música)

O grupo carioca possui repertório de raro bom gosto, que tem cativado um público cada vez maior pelo país com sua mistura de dixieland, country, rockabilly, música de orquestra, samba de raiz, bandas de suingue e por aí afora.  O trabalho “Chega de Falsas Promessas” traz uma banda de sonoridade tão diversa e inusitada que é capaz de agradar a todas as tribos, ou mesmo a quem não pertence a nenhuma delas.

Os Opalas

O grupo navega pela experiência e ritmos que fazem o público dançar sem parar. É um som pra curtir e deixar que as pernas te levem para uma viagem musical imperdível. A banda apresenta composições e versões cheias de balanço, envolvendo a plateia com a vibração do samba rock.

Sabonetes

A banda digere as tendências da música internacional, mistura às referências nacionais e o resultado contribui com novas cores para o mosaico da cultura brasileira. As inusitadas influências do grupo vão de Cartola a Radiohead, do punk à bossa nova.

Blitz

Com rock leve, letras bem-humoradas e performance teatral no palco, o grupo liderado pelo ator/cantor Evandro Mesquita surgiu nos anos 80, abrindo as portas do mercado fonográfico para o estilo e influenciando toda uma geração. Mais de vinte anos depois, a banda segue lançando moda e embalando o público com grandes hits, como “Você não soube me amar”, “ Mais uma de amor (geme geme)” e “A dois passos do paraíso”.

Trix Mix Cabaret (Circo)

Uma noite diferente. É isso que o Trixmix oferece para seu público ao unir circo, teatro e humor em clima de cabaré inspirado pelos variety shows que marcam a vida noturna nas grandes cidades do planeta. Cada edição do Trixmix apresenta um elenco de artistas que faz do espetáculo uma experiência única, onde a surpresa, o humor, a beleza e a música são ingredientes especiais.

Intervenção Deliristica com Circo Delírio (Circo)

Os artistas realizam uma pequena, mas intensa aparição, com números de fogo, música cômica, malabarismos e uma forte participação do público, dando ênfase nos tradicionais espetáculos de circo de rua.

Histórias de Chuva – Grupo Gêneses – (Teatro)

Em uma noite chuvosa, uma menina e sua mãe inventam fantasias antes de dormir e o cotidiano passa a se confundir com um mundo mágico e onírico. O espetáculo propõe uma reflexão sobre o fortalecimento dos laços entre pais e filhos por meio de gestos simples, como contar uma história para a criança

Marias de Deus – Grupo Urucum (Teatro)

MARIAS DE DEUS é um Espetáculo de Rua que aborda a trajetória de 3 Marias; Maria da Terra, Maria Mãe e Maria Apaixonada. Através da representação denunciativa de suas vidas, seus sonhos, seus companheiro, seus “Zés”, seus inimigos, MARIAS DE DEUS enfoca o Universo Feminino em sua síntese, revelando as forças e fraquezas que compõem a conquistadora do Novo Milênio que é a Mulher.

Orquestra Brasileira de Música Jamaicana (Música)

Música brasileira com o gostoso balanço dos ritmos jamaicanos de raiz: ska, rocksteady e early reggae. No repertório, chama a atenção animada versão de “O Guarani”, de Carlos Gomes, e de outras músicas como “Águas de Março”, “Barquinho”, “Samba de Verão” e “Garota de Ipanema”. A OBMJ vai além e faz do choro um ska em “Carinhoso”, de Pixinguinha, e “Ticotico no Fubá”, de Zequinha de Abreu.

Giselle – Studium Joelen (Dança)

Sob a direção artística de André Moreno, o espetáculo tem uma trama complexa, repleta de paixão, ciúme, medo, tragédia e dança. Dividida em dois atos, a história trata da súbita paixão da jovem Giselle por um forasteiro, o que desencadeia uma crise de ciúme em seu admirador de longa data, o guarda-caças.

Toca do Pagode (Música)

O grupo de São João da Boa Vista (SP) está na estrada desde 1996 e, nessa trajetória, já dividiu o palco com nomes consagrados do samba, como Zeca Pagodinho, Jorge Aragão e Dudu Nobre. Além de interpretarem sucessos de outros artistas do gênero, os músicos apresentam canções próprias, como “Em Busca da Felicidade”, “Coisas pra Falar” e “Tudo Mudou”.

André Caccia Bava (Música)

Articulando palavras e poesia dentro da musicalidade, André rodou o mundo e dividiu o palco com alguns dos maiores artistas brasileiros antes de lançar seu primeiro disco solo, “Ventobom”. O álbum, selecionado ao 10º Grammy Latino nas categorias “Melhor Disco de MPB” e “Artista Revelação é um trabalho que dá a volta ao mundo para fincar os dois pés no Brasil.

Trio Sabiá (Música)

Sob a liderança de Tio Joca, esse trio supera os modismos e segue há 23 anos divulgando os ritmos genuínos do Nordeste, lançando novos compositores e eternizando os clássicos como Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro. Os três Sabiás tocam, cantam e compõem. Dentre os principais sucessos constam: “Maria Grande”, “Forró da Banda” e “Morena Jambo”.

Samba de Roda (Música)

O grupo, formado por 5 integrantes, se dedica ao samba de raiz, relembrando aos mais velhos e apresentando aos mais novos grandes cantores e compositores do gênero, como Adoniran Barbosa, Noel Rosa e Ataulfo Alves.

Pluft, O Fantasminha – Cia de Teatro e Dança Art’ Expressão (Teatro)

O grupo apresenta o espetáculo infantil que lhe rendeu 6 prêmios no Festival de Teatro de São João da Boa Vista. Entretenimento de qualidade e diversão garantida para toda a família!

Yann Tiersen (Música)

Yann Tiersen , 39 anos, é um músico de vanguarda, multiinstrumentista e compositor francês de origem judaica. Compondo para piano, acordeão e violino, sua música aproxima-se dee do minimalismo de Steve Reich, Philip Glass e Michael Nyman. Tornou-se internacionalmente conhecido ao compor trilhas sonoras de filmes como Good Bye, Lenin! e O fabuloso destino de Amélie Poulain, pelo qual ganhou o prêmio francês Cesar de Melhor Música Composta para Filmes, em 2002.

Elba Ramalho

No show “Balaio de Elba”, a cantora dá início às comemorações por seus 30 anos de carreira, reunindo baiões e xotes de compositores nordestinos pós-Luiz Gonzaga. As músicas trazem a essência das tradições do Nordeste brasileiro, com letras românticas, relativamente simples, mas de uma poesia muito rica.

Virada Cultural 2010

Devido ao enorme sucesso que foi a Virada Cultural Paulista em São João nos anos de 2008 e 2009, a Secretaria de Estado da Cultura repete a dose esse ano, só que dessa vez com muito mais. Serão 16 shows musicais, três espetáculos circenses, quatro espetáculos de dança, quatro peças teatrais e uma exposição, que totalizam 28 apresentações. O lançamento da edição 2010 da Virada Cultural Paulista foi anunciado nesta quarta-feira, dia 27, no Salão Nobre da Secretaria de Estado da Cultura.

A diretora do Departamento de Cultura e Turismo de São João, Regina Peluque, esteve no evento e comentou sobre a importância da Virada para a cidade: “A Virada Cultural Paulista é um presente do Governo do Estado para nossa cidade, mas São João fez por merecer esse presente, haja vista, o respeito com que sempre tratou a cultura e seus artistas. A Administração Municipal também sempre tratou cultura como forma de entreter, educar e gerar cidadãos mais conscientes de seus deveres e direito. E quem ganha com tudo isso é nossa população que terá espetáculos de qualidade e de graça”, disse. Vale salientar que a conquista do evento para a cidade é mérito do prefeito Nelson Nicolau que em 2008 pediu ao secretário de estado da cultura, João Sayad, que incluísse São João entre as cidades que recebem recursos para investir em cultura. O Secretário fez mais do que isso, presenteou o município com a Virada Cultural e a partir daí, a Prefeitura começou a tomar as providências para o evento que acontecesse.

É importante lembrar que em 2008, primeiro ano do evento na cidade, foram 19 espetáculos no qual compareceram cerca de 22 mil pessoas, e em 2009 foram 25 shows no qual a média de público foi de 51 mil pessoas. Os eventos acontecerão no Largo da Estação (Praça Rui Barbosa n.º 41 – Centro), no Theatro Municipal (Praça da Catedral n.º 22 – Centro), no Fonteatro Emílio Caslini (Praça Cel. Joaquim José – ao lado do Theatro Municipal) e na Concha Acústica Cultural (Praça Benedito Galli – Jardim Nova República). É importante salientar que a programação ainda está sujeita a alterações e também à inclusão de atrações e atividades.

PROGRAMAÇÃO SÃO JOÃO DA BOA VISTA

Espetáculos de teatro:

A Brava
Histórias de Chuva- grupo gênesis
Pluft, O Fantasminha
Marias de Deus (Araraquara)

Espetáculos de dança:

Núcleo Brasílica- Kamaleoas
Diários de Viagem – Omstrab
Studio Joelen de Ballet Clássico
Cores Gráficas- STREET DANCE

Espetáculos de circo:

Cabaret do Mercosul- Circo Delírio
Trix Mix Cabaret

Intervenções circenses:

Circo Delírio

Shows musicais:
DJ Luis Mattos
Ana Cañas
West Boys
Canastra
Blitz
Toca do Pagode
Trio Sabiá
Elba Ramalho
OBMJ(Orquestra Brasileira de Musica Jamaicana)
André Caccia Bava
Samba de Roda
Carmen – Cléber Papa (Pocket Opera)
Carlinhos Antunes e Quinteto Mundando
Yann Tiersen (atração francesa)
Os Opalas
Orquestra de Violeiros de São José do Rio Pardo

Exposição:
Traços da liberdade

OS CONTEMPLADOS
Para as 29 cidades que receberão a atração este ano, estão programados 700 espetáculos. As cidades escolhidas foram: Araçatuba, Araraquara, Assis, Bauru, Caraguatatuba, Franca, Indaiatuba, Jundiaí, Marília, Mogi das Cruzes, Mogi Guaçu, Piracicaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, Santa Bárbara d’Oeste, São Carlos, São João da Boa Vista, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba e na Região Metropolitana da Baixada Santista com Santos, Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, São Vicente. A Virada Cultural Paulista é o maior evento cultural do interior e litoral de São Paulo. Para 2010 a expectativa é que 1,5 milhão de pessoas participe do evento nas 29 cidades. Mais informações podem ser obtidas em http://twitter.com/viradasp